Em passagem por Macapá, Arthur do Val diz não conhecer Davi Alcolumbre e que pretende sair do DEM - DoAmapá.com Em passagem por Macapá, Arthur do Val diz não conhecer Davi Alcolumbre e que pretende sair do DEM - DoAmapá.com

Em passagem por Macapá, Arthur do Val diz não conhecer Davi Alcolumbre e que pretende sair do DEM



Arthur do Val participa, juntamente com Kim Kataguiri, do congresso do MBL-AP. Deputado concedeu entrevista ao programa Baú do Gonça em parceria com o Doamapá.com

Da Redação

O youtuber, empresário e, agora deputado estadual por São Paulo, Arthur do Val, está em Macapá participando de um congresso promovido pelo Movimento Brasil Livre (MBL) do Amapá. Desde a manhã de sexta-feira (09), ele esteve participando de diversas entrevistas em emissoras de TV e rádio.

Popular entre um público mais jovem, Arthur é conhecido por ter um canal chamado “Mamãe Falei” onde comenta, questiona e cria polêmicas em diversos assuntos que acabam ganhando grande repercussão nacional.

Arthur Moledo do Val, também conhecido como “Mamãe Falei”. (Foto: Arquivo/Doamapá.com)

Nossa reportagem esteve conversando com o deputado durante sua participação no programa de rádio “Baú do Gonça” para procurar entender qual a sua relação com os demais membros do partido Democratas (DEM), onde também faz parte o presidente do Congresso Nacional, senador pelo Amapá Davi Alcolumbre.

Quando questionado sobre a aproximação com Davi Alcolumbre, Arthur diz que nunca o conheceu pessoalmente, mas o interesse é menor uma vez que já articula sua saída do DEM.

“Quando tomei a decisão de concorrer às eleições, procurei entrar no partido NOVO, mais próximo aos meus ideais, mas não consegui e, como precisava de um número, o DEM acabou abrindo as portas para mim. Mas, lá no partido eu não conheço nem a linha que eles seguem e prefiro me manter assim, já que estou articulando sair do DEM. Com o presidente do congresso nacional, apesar de sermos do mesmo partido, não o conheço pessoalmente”, disse Arthur do Val.

Fazendo uma relação sobre o custo que se tem com os políticos, Arthur disse que falta a população sair da zona de conforto e questionar, cobrar e protestar.

“Ao assumir esse mandato, decidi abrir mão de todos os benefícios a que tinha direito. Eu não acho justo sermos pagos, da forma como somos, e ainda termos esses benefícios. O que falta para que outros políticos tenham essa mesma visão é a pressão popular. Não tem cobrança popular e por isso nossos políticos custam caro”, afirmou.

O deputado paulista ficará em Macapá até domingo, quando retorna para sua circunscrição.

Publicado em: 10/08/19


Compartilhe:

Deixe seu comentário