Fraude em empréstimos consignados é alvo de operação da Polícia Federal, no Amapá - DoAmapá.com Fraude em empréstimos consignados é alvo de operação da Polícia Federal, no Amapá - DoAmapá.com

Fraude em empréstimos consignados é alvo de operação da Polícia Federal, no Amapá



A operação foi batizada de “Bonecos” que, segundo as investigações, era o nome que os criminosos usavam para identificar pessoas que se passavam por servidores públicos para fechar contrato de empréstimos consignados.

Da Redação

Na manhã desta quarta-feira (09), 60 policiais federais deram cumprimentos a 14 mandados de busca e apreensão nas cidades de Macapá e Santana. A operação, batizada de “Bonecos”, visa desarticular associação criminosa responsável pela prática de fraude na obtenção de empréstimos consignados indevidos junto a instituições financeiras, no estado.

(Foto: Divulgação/PF)

De acordo com a PF, as investigações, que tiveram início em 2016, após denúncias de servidores públicos que foram prejudicados com as fraudes, apontaram a participação de servidores lotados Superintendência de Administração do Ministério da Fazenda no Estado do Amapá (SAMF AP). Esses servidores faziam parte do esquema recrutavam pessoas externas para se passarem por agentes públicos com o intuito de assinar contratos de empréstimos em intuições financeiras.

(Foto: Divulgação/PF)

A Polícia Federal estima que o dano causado ultrapassa R$ 1,6 milhões. Os empréstimos eram obtidos junto à Caixa Econômica Federal (CEF) no nome dos servidores lesados.

(Foto: Divulgação/PF)

Os investigados poderão responder por crimes de associação criminosa, estelionato majorado, uso de documento falso, falsificação de documento público, falsidade ideológica e inserção de dados falsos em sistema de informação. Se condenados, a pena pode chegar a 32 anos de reclusão.

Publicado em: 09/10/19


Compartilhe:

Deixe seu comentário