Julgamento que decide aceitação de denúncia contra deputado estadual é adiado - DoAmapá.com Julgamento que decide aceitação de denúncia contra deputado estadual é adiado - DoAmapá.com

Julgamento que decide aceitação de denúncia contra deputado estadual é adiado



O julgamento foi remarcado para o próximo dia 23 de outubro. Uma das partes ré na denúncia, Williane Favacho, alegou estar doente e não compareceu ao julgamento.

Por Valdeí Balieiro

O Pleno do Tribunal de Justiça do Amapá (Tajp) decidiu, por maioria, adiar para o próximo dia 23 deste mês o julgamento sobre a aceitação de uma ação penal contra o deputado estadual, Junior Favacho (DEM), e a advogada Williane Favacho. Os dois são acusados pelo Ministério Público de fraude processual e uso de documento falso na imprensa oficial do estado.

De acordo com o pleno, Williane Favacho havia solicitado o adiamento do julgamento alegando que estaria acometida de moléstia, ou seja, adquiriu dengue, e por isso não poderia fazer sua defesa.

O desembargador, Rommel Araújo, indeferiu o pedido no dia anterior, argumentando que a advogada não é a única a fazer defesa de si mesma, e apontou outros colegas de Williane que poderiam realizar a defesa nos autos.

Na sessão desta quarta-feira (09), Willian não compareceu ao julgamento e a defesa dos réus pediram questão de ordem. O fato foi parar em votação e a maioria dos magistrados decidiu pelo adiamento marcado para o dia 23 de outubro.

Entenda o caso

Williane Favacho é acusada de, em 2015, falsificar uma página do Diário Oficial do Estado (DOE) e anexar em uma ação civil pública onde o deputado estadual Junior Favacho é réu por, juntamente com o ex-deputado estadual, Moisés Souza, inflar a folha de servidores da Assembleia Legislativa (Alap).

O Ministério Público investigou o fato e concluiu que, após ouvir o depoimento de um servidor efetivo que trabalha na imprensa oficial do estado, o documento anexado era falso por não conter a mesma textura e fontes usadas pelo DOE.

Se o processo for aceito pelo Tjap, este será mais uma das ações que corre em desfavor de Junior Favacho.

Publicado em: 09/10/19


Compartilhe:

Deixe seu comentário