Mapeamento de doenças transmitidas por animais é foco de cooperação técnicas entre órgãos públicos do AP - DoAmapá.com Mapeamento de doenças transmitidas por animais é foco de cooperação técnicas entre órgãos públicos do AP - DoAmapá.com

Mapeamento de doenças transmitidas por animais é foco de cooperação técnicas entre órgãos públicos do AP



Diagro e SVS pretendem atuar com profissionais e recursos técnicos para desenvolvimento de ações de mapeamento das zoonoses em todos os 16 municípios do estado.

Da Redação

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro) e a Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) firmarão cooperação técnica com intuito de fortalecer o trabalho de controle das doenças transmitidas por animais em todo o estado. São as chamadas “zoonoses. O reforço se dará por meio da disponibilização de profissionais e recursos técnicos para desenvolvimento de ações em todos os 16 municípios.

O foco inicial da cooperação está em ministrar vacinas antirrábica em cães e gatos com o apoio do Estado. Além disso, a SVS e a Diagro atuarão em ações preventivas e educativas, voltadas para a saúde pública e de saúde animal.

Para o superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia, o mapeamento facilitará para que, tanto a saúde dos animais quanto a humana, sejam tratadas na prevenção, uma vez que as doenças se relacionarem aos dois grupos.

“A cooperação tem como objetivo primeiro saber qual a situação das zoonoses no Amapá, seja na área animal ou na saúde pública. A Diagro às vezes atua com seus veterinários para tratar de uma determinada doença animal, que tem uma interface também com a saúde pública. Então, quando a gente puder fazer uma atividade conjunta nós iremos, pois isso otimiza recurso e dá eficiência ao serviço e atende toda essa cadeia de salubridade, ou seja, você consegue atuar tanto na saúde animal quanto na saúde humana”, disse Malafaia.

Diretores e servidores dos dois órgãos em reunião para acertar cooperação técnica. (Foto: Nathan Zahlouth/SVS)

O diretor da Diagro, José Renato Ribeiro, ressalta a importância da integração entre os órgãos em busca de resultados positivos na saúde pública e na atividade econômica.

“Esse foco da cooperação entre Diagro e a SVS não é somente na saúde pública e zoonoses, temos que pensar na tuberculose, brucelose, a própria raiva que também afeta o lado humano e os animais de exploração econômica. Quanto mais integração nós tivermos entre instituições, mais retorno teremos à sociedade”, disse o gestor da Diagro.

Publicado em: 13/08/19


Compartilhe:

Deixe seu comentário